All the love in the world

Um dia pensei que o amor fosse apenas uma ilusão. Como eu estava errada! Não, naquela ocasião eu não fui correspondida, mas eu ao menos entendi o que é o amor. E não seria a frustração diante o primeiro amor que me dissuadiria. Eu estava perdendo algo real, eu estava deixando de viver um lindo sentimento. E por ele eu ansiaria até que enfim o vivesse em toda a sua glória, até que enfim o vivesse de fato…

Mas eu ainda não o encontrei… Não quero um alguém qualquer, apenas para ter alguém junto de quem celebrar o dia dos namorados, apenas para dizer que não estou sozinha. Eu quero alguém que me ame e a quem eu seja capaz de amar, alguém que reconheça meu valor e por quem eu possa sentir admiração. Alguém com metas compatíveis com as minhas, alguém com princípios, valores e sonhos em comum. Quero vislumbrar uma longa vida compartilhada, uma história com momentos de felicidade e tristeza, porém ainda nos momentos difíceis uma história de parceria, de afeição, de preocupação. Quero alguém que me escute e compreenda, mas que também veja em mim a pessoa em quem confiar para compartilhar seus medos, dores e peculiaridade; quero alguém com quem eu adoraria conversar sobre absolutamente tudo por cada dia que nos restar de vida.

Eu não tenho a ilusão de que exista o homem perfeito, eu espero por alguém cujos defeitos me sejam toleráveis e que seja capaz de tolerar os meus. Eu só não quero acordar sozinha todos os dias de minha vida ou que só me depare com os que não estão dispostos a dar o passo seguinte e firmar os votos. E ainda que eu ainda não saiba o seu nome ou desconheça suas feições, eu sonho com o dia em que me receberá de branco no altar, eu sonho com estar em seus braços e constituir uma família. Eu não vejo o amor como um sentimento banal, meramente fugaz; eu sonho com um amor para toda a vida a quem eu possa dedicar e doar todo o amor e não vou desistir disso só pela demora.

E eu sei que um dia serei abençoada com esse alguém… Esse alguém que, certamente em algum lugar que ainda não sei, também espera por mim. E quando esse alguém surgir e nos convencermos enfim de que somos a pessoa certa para o outro, então será para sempre. ❤

“Love’s for a lifetime, not for a moment; so how can i throw it away?”

Thaís Gualberto

12191717_10207450342518984_5470877887559865017_n

Anúncios

9 comentários sobre “All the love in the world

  1. Jeyse disse:

    Depois de tanta coisa que vivi, posso dizer que ainda não encontrei o amor. Amor mesmo.
    Encontrei amores vazios, impossíveis, que pesam, que machucam e que me diminuíram.
    Encontrei um amor que pensei que era meu, mas na verdade, ele já era o amor de outra pessoa… E esse foi o mais pesado.

    Agora, nessa altura da vida, já não sei se realmente quero alguém do meu lado. Alguém, assim, só por ter. Quero alguém que acrescente, e não que iguale.
    A gente não pode se contentar com pouco, ou querer pouco.

    Espero que esse amor apareça pra você! De todo o coração!

    ps.: adorei o texto. ❤
    Um beijo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s